terça-feira, 18 de maio de 2010

Roraima Amazona Riquezas Cobiçadas (Parte 01)


Banco Mundial (privativista) quer investir em Roraima, diz diretor - 15/03/2008 
Local: Boa Vista - RR
Fonte: Folha de Boa Vista
Link: http://www.folhabv.com.br

Monte Roraima (também conhecido como Roraima ou Tepui Roraima Cerro em espanhol, e Monte Roraima em Português), é o mais elevado da cadeia de Pakaraima tepui planalto no sul da America.First descrito pelo explorador Inglês Sir Walter Raleigh em 1596, seus 31 km ² área do cume é defendida por 400m (1.300 ft) falésias por todos os lados. A montanha inclui o ponto de tríplice fronteira de Brasil, Venezuela e Guiana. 
FO diretor do Banco Mundial no Brasil, John Briscoe, declarou que a instituição tem interesse de investir em Roraima e que deverá visitar o Estado novamente. Ele recebeu o governador Anchieta Júnior, em Brasília, onde conversaram por mais de uma hora.
Roraima,Ouro,Esmeraldas,Nióbio,Petróleo...Motivo da cobiça
                                                Anchieta júnior fez uma explanação para o presidente e equipe técnica sobre todas as potencialidades do Estado e abordou também o problema fundiário. Broscoe afirmou que o Banco Mundial tinha poucos dados sobre a economia e potencialidades de Roraima e que a visita do governador foi importante para a instituição.
Roraima,Ouro,Esmeraldas,Nióbio,Petróleo...Motivo da cobiça
O diretor de Desenvolvimento Sustentável do Banco Mundial, Mark Lundell, falou que já mantém parceria com todos os estados da região Norte e que faltava apenas Roraima. O banco demonstrou interesse no fortalecimento do setor privado e deve fazer um levantamento mais detalhado das potencialidades econômicas para investimento.
Roraima,Ouro,Esmeraldas,Nióbio,Petróleo...Motivo da cobiça
O governador de Roraima falou sobre os investimentos em saúde e educação, principalmente na valorização e incentivo dado à formação de professores e criação de cursos profissionalizantes e de instituições como as universidades Estadual e Virtual.

Segundo o governador afirmou durante a audiência, o fortalecimento do setor privado é hoje uma realidade e que o Estado tem o quarto maior PIB (Produto Interno Bruto) da região. O investimento em educação superior coloca o Estado em condição privilegiada com mão de obra qualificada, especializada.
Roraima,Ouro,Esmeraldas,Nióbio,Petróleo...Motivo da cobiça
No final da reunião, o governador Anchieta Júnior doou um quadro do artista plástico Augusto Cardoso ao presidente do Banco Mundial no Brasil. O governador em Brasília onde tem agendado várias reuniões com ministros e equipe técnica do Governo Federal.  
Leiam Banco Mundial Privativista:
  http://aguanectardivino.blogspot.com/2011/02/banco-mundial-leva-os-paises-seguir.html

Roda na internet uma denúncia sobre Roraima (eu mesmo cheguei a publicá-la e quase que de imediato a retirei do blog porque me dei conta de que se redigida por aqueles a quem o documento atribui a autoria, obviamente eles teriam de ter a real noção do caminho a perseguir e me custa crer optassem por este) e se trata, em suma, de uma estratégia com estopim de tempo.
Roraima
Roraima, água leve e divina
Só que uma coisa é uma denúncia suspeita, inconfiável e temerosa estar rodando por aí sem nexo algum, e outra coisa é quando aquilo comessa a fazer sentido no meio de outras notícias, como esta, e que, por fim, permite que se veja uma tenue linha ligando tudo no lado oculto da história.
Obviamente, a meu ver, as notícias  estão validando e complementando o sentido de tudo aquilo. Faço esta observação no intuíto de que ninguém despreze nada precipitadamente, mesmo porque a mentira cai por si só; não precisa de ajuda e isso se vê com clareza, enquanto a verdade é mais lenta e se fixa com muito sacrifício e necessita de tempo e de sucessão de fatos para se tornar perfeitamente visível, e agora se perfila e se armoniza. Mera causualidade?
A minha preocupação não é a de atribuir verdade nas coisas, mas de chamar a atenção para o fato de que existe um obscuro que precisa ser investigado na relação de Roraima com os estrangeiros que para lá estão indo. Agora é a vez do Banco Mundial. Porque será?
Fatos que devem ser investigados 
o que tem em Roraima??
Enfim, publico aquí: 
O NORTE DO BRASIL ESTÁ SERIAMENTE AMEAÇADO! 
Relato de: Silvio Malta Rangel Drummond.
"Oi pessoal.
As duas semanas em Manaus foram interessantes para conhecer um Brasil um pouco diferente mas, chegando em Boa Vista (RR), não pude resistir a fazer um relato das coisas que tenho visto e  escutado por aqui.

Conversei com algumas pessoas nesses três dias, desde engenheiros até pessoas com um mínimo de instrução.
Prá começar o mais difícil de se encontrar por aqui é roraimense! Para falar a verdade, acho que a proporção de um roraimense para cada 10 pessoas é bem razoável: tem gaúcho, carioca, cearense, amazonense, piauiense, maranhense e por aí vai. Portanto falta uma identidade com a terra.

Aqui não existem muitos meios de sobrevivência: ou a pessoa é funcionária pública, e aqui quase todo mundo o é, pois em Boa Vista se concentram todos os órgãos federais e estaduais de Roraima, além da prefeitura é claro.

Se não for funcionário público a pessoa trabalha no comércio local ou recebe ajuda de programas do governo. 
Não existe indústria de qualquer tipo.

Pouco mais de 70% do território roraimense é demarcado como reserva indígena, portanto restam apenas 30%, descontando-se os rios e as terras improdutivas (que são muitas!), para se cultivar a terra ou para a localização das próprias cidades.

Na única rodovia que existe em direção ao Brasil (liga Boa Vista a Manaus, cerca de 800km) existe um trecho de aproximadamente 200km ( reserva indígena Waimiri Atroari) por onde você só passa entre 6:00 da manhã e 6:00 da tarde!

Nas outras 12 horas a rodovia é fechada pelos índios (com autorização da FUNAI "e dos americanos") para que os mesmos não sejam incomodados!

Detalhe: você não passa se for brasileiro, mas o acesso é livre aos americanos, europeus e japoneses! 
Desses 70% de território indígena, diria que em 90% dele ninguém entra sem uma grande burocracia e autorização da FUNAI!

Detalhe: americanos entram na hora que quiserem!

Outro detalhe: se você não tem uma autorização da FUNAI, mas tem a dos americanos, então você pode entrar!

A maioria dos índios fala a língua nativa além do inglês ou francês, mas a maioria não sabe falar português.

Dizem que é comum, na entrada de algumas reservas, encontrarem-se hasteadas bandeiras americanas ou inglesas!

É comum se encontrar por aqui americanos tipo "nerds" com cara de quem não quer nada, que "vieram caçar borboleta e joaninha e catalogá-las" mas, no final das contas, pasmem, se você quiser montar um empresa para exportar plantas e frutas típicas como cupuaçu, açaí camu-camu etc, medicinais, ou componentes naturais para fabricação de remédios, pode se preparar para pagar royalts para empresas japonesas e americanas que já patentearam a maioria dos produtos típicos da amazônia !

Por três vezes repeti a seguinte frase após ouvir tais relatos: "é os americanos irão acabar tomando a amazônia" e em todas elas ouvi a mesma resposta em palavras diferentes.

Reproduzo a resposta de uma senhora simples que vendia suco e água na rodovia próximo de Mucajaí: "irão não meu filho, tu não sabe mas tudo aqui já é deles! Eles comandam tudo! Você não entra em lugar nenhum porque eles não deixam! Quando acabar essa guerra aí eles virão pra cá, e vão fazer o que fizeram no Iraque, quando determinaram uma faixa para os curdos onde iraquiano não entra! Aqui vai ser a mesma coisa." A dona é bem informada não?

O pior é que segundo a ONU o conceito de nação é um conceito de soberania e as áreas demarcadas têm o nome de nação indígena ....... O que pode levar os americanos a alegarem que estarão libertando os povos indígenas.

Fiquei sabendo que os americanos já estão construindo uma grande base militar na Colômbia, bem próximo da fronteira com o Brasil numa parceria com o governo colombiano com o pseudo objetivo de combater o narcotráfico.

Por falar em narcotráfico, aqui é rota de distribuição pois essa "mãe" chamada Brasil mantem suas fronteiras abertas e aqui tem estrada para as Guianas e Venezuela.

Nenhuma bagagem de estrangeiro é fiscalizada , principalmente de for americano , europeu ou japonês, "isso pode causar um incidente diplomático"!

Dizem que tem muito colombiano traficante virando venezuelano, pois na Venezuela é muito fácil comprar a cidadania venezuelana por cerca de 200 dólares.

Pergunto inocentemente às pessoas; porque os americanos querem tanto proteger os índios e a resposta é absolutamente a mesma:

"porque as terras indígenas além das riquezas animais e vegetais, da abundância de água, são extremamente ricas em ouro (encontram-se pepitas que chegam a ser pesadas em quilos), diamante, outras pedras preciosas, minério e, nas reservas norte de Roraima e Amazonas, ricas em PETRÓLEO".

Parece que as pessoas contam essas coisas como que num grito de socorro a alguém que é do sul, como se eu pudesse dizer isso ao presidente ou a alguma autoridade do sul que vá fazer alguma coisa.

Saio daqui com a quase certeza de que, em breve, o Brasil irá diminuir de tamanho.
Acorda Brasil. Um grande abraço a todos,
Silvio Malta Rangel Drummond. "

Comentário:
É de se lamentar que tal fato somente agora está preocupando parte da sociedade brasileira.
Na verdade há muitos anos as Forças Armadas já haviam detetado este problema e levado ao conhecimento dos escalões superiores desta República.
Os governos da Revolução tentaram neutralizar esta ação devastadora da nossa Amazônia.
Exemplos como a Transamazônica. a Perimetral Norte, a Belém-Brasília, a Cuiabá-Santarem, a criação das agrovilas, etc, foram projetos com o objetivo de fixar o homem à terra, vivificar as fronteiras e desenvolver aquela região.
Não foram, como muitos diziam, mania de megalomania dos militares.
Ao contrário, foram visões estratégicas de grande profundidade que muitos não conseguiram e ainda não conseguem alcançar.
O Patriotismo Nacional não pode ficar a mercê de quem tem olhos mas não têm a competência e a capacidade para enxergar os perigos que nos rondam.
É preciso urgentemente recuperarmos as medidas patrióticas do passado, esquecendo as vinditas e, juntos, trabalharmos para a segurança e a defesa do nosso querido Brasil.
Maryseu Bahia 

Um comentário:

Marilda Oliveira disse...

Os índios não conseguem enxergar além; passou da hora das Forças Armadas intervirem para conter estes crimes cometidos contra o fragilizado povo brasileiro principalmente os índios; e tudo pela ganância, pelas terras que abaixo delas, renderá a eles (EUA e europeus representados pelas ONGs) ouro,esmeraldas, petróleo, nióbio e outras riquesas minerais que somente no Brasil tem. E tudo o que está acontecendo de pior hoje em Roraima/Amazôna brasileira, devemos responsabilizar a imprudência, a omissão... do STF(Supremo Tribunal Federal) que ao demarcar as terras contínuas da Raposa, apenas virou à página; e, ao omisso e conivênte ex-presidente Lula da Silva, que assinou a página virada pelo STF, em obediência as determinações do ministro[.]/Yankee Mangabeira Unger que redigiua MP158 s/a "privatização" da Amazônia e o pior... Nelson Jobim impôs ao general Elieser Monteiro Filho, Comandante FA da 1ª Brigada de Infantaria e Selva de Roraima, de acompanhar o ministro Extraordinário de Assuntos Estratégicos, Mangabeira Unger, numa reunião do CIR (uma ONG com relações estrangeiras) com os índios tuxauas, dentro da área da Raposa/Serra do Sol, na localidade do Barro. porque?... após a assinatura da MP158 pelo Lula-Lá Mangabeira fugiu para os EUA, e o ex-presidente Lula da Silva assinou, obedecendo as ordens do boneco de recado dos EUA, sem se importar com suas promessas de campanha política quando dizia: que as terras brasileiras pertenciam aos brasileiros e não aos Yankees.

A pior ditadura é a civil. A nação brasileira está passando por esta situação, ou seja, uma ditadura dos presidentes que não escutam ninguém, que agem de forma ilegal e faz prevalecer suas vontades.

“É uma pena que a gente tenha o governo Federal que não escuta as pessoas, eles agem apenas pelo populismo”